sábado, 24 de novembro de 2007

As surpresas da semana

1 - Finalmente, o Pedro tem um blogue! Para ler todos os dias aqui.

2 - Uma prenda de Natal muito original: lindíssimas casas-ninho para venda no site da SPEA.

3 - O Consulado Português virtual.

4 - Uma Hymenocallis magnífica para ver aqui.

5 - Via Bioterra, ficamos a conhecer um videojogo - Darfur is Dying - que tenta esclarecer as implicações, a quem joga, de viver a experiência de cerca de 2.5 milhões de refugiados em Darfur (região do Sudão).

6 - Uma ternurenta Angelina e um meigo Jamal, a precisarem de uma família que os estime e protejam para sempre.

7 - Para quem gosta desta delícia: Festival da Batata-Doce de Aljezur.

8 - A ASAE fechou a Ginjinha do Rossio! Toda a história aqui.

9 - Para sabermos um pouco mais sobre os vencedores do Prémio Nobel da Física, Química e Medicina, ler aqui.

10 - Queen Elizabeth e o diálogo da esperança, pela Miss Pearls.

11 - Muito bem! Fechamos hospitais, maternidades, centros de saúde, escolas e outros serviços básicos para os senhores deputados poderem viajar mais... País de merda! Políticos de merda!

sexta-feira, 23 de novembro de 2007

Guarda-chuva de cortiça e português!

"São Brás de Alportel, junto à serra do Caldeirão, foi um importante centro corticeiro com dezenas de fábricas a trabalharem em simultâneo. Hoje em dia, poucas são as indústrias transformadoras que aqui laboram. Destacamos a acção da Pelcor e, agora que já começou a chover a cântaros, o seu resistente e moderno guarda-chuva feito à base da casca de sobreiro. Sim, é unisexo, sim, é impermeável."
Ver outros produtos aqui.

In site Lifecooler

quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Recriação Histórica do Embarque da Família Real e da Corte Portuguesa para o Brasil (1807)
24 Novembro, 10h às 16h30
Jardim da Torre de Belém


"Este Novembro assinalam-se os duzentos anos da partida da corte portuguesa para o Brasil no momento em que as tropas de Napoleão ameaçavam tomar Lisboa. Este acto, que arrastou consigo grande parte da armada portuguesa e mais de 15 mil pessoas entre cortesãos e pessoal de servir, ainda hoje afasta consensos. O certo é que teve repercussões directas quer para a história do Brasil, quer para a história política e diplomática de Portugal durante todo o século XIX."

Programa

10h00 - Desfile Militar das Marinhas de Portugal e Brasil – Torre de Belém

10h00-14h00 - Mostra de Trabalhos Escolares e Animação Histórica – Forte do Bom Sucesso


15h00 - Recriação Histórica – Preparativos para o Embarque, Chegada da Família Real a Belém e Embarque, Partida da Esquadra Portuguesa e Chegada do Exército Napoleónico


16h30 - Cerimónia de Encerramento – Monumento aos Combatentes

Informações Úteis:
Telf.: 213 403 187

In site Agenda LX

terça-feira, 20 de novembro de 2007

Aves em Portugal - Poupa

Nome comum: Poupa
Nome científico: Upupa epops
Nome em inglês: Hoopoe


"Portanto voltando à questão que me trouxe aqui, falo desta vez da Poupa. Pertencente à família Upupidae (aves upopiformes ), esta ave encontra-se distribuída pela Europa, zonas tropicais da Ásia , toda a África excepto zonas desérticas e pelo Madagáscar. É característica de zonas agrícolas ou pastagens com pequenas matas e arbustos.
Com um comprimento de 26 a 28 centímetros, e uma envergadura de 42 a 46 centímetros, esta ave não pesa mais que 80 gramas e tem uma esperança média de vida de 11 anos.
Esta ave é caracterizada por possuir um bico comprido e arqueado, com uma crista eréctil. É esta crista em forma de poupa que lhe dá o nome. A sua plumagem é acastanhada , com as asas largas e arredondadas de listas pretas e brancas. A sua cauda longa é preta com uma barra branca larga. As patas são acinzentadas e curtas.
O seu canto é um característico hoop-hoop-hoop que pode ser repetido ao longo de vários minutos.
Nidifica em buracos de árvores e muros de pedra. A postura é efectuada entre Agosto e Outubro e é constituída por 2 a 7 ovos que variam entre as cores cinzento e amarelo. A incubação que dura cerca de 18 dias é efectuada pela fêmea. Ao fim de 3 ou 4 semanas, as crias estão prontas para os seus primeiros voos.
A principal característica dos ninhos das poupas é talvez o seu cheiro fétido, extremamente desagradável. O mau cheiro não se deve a falta de higiene no ninho, pois sabe-se que a fêmea o limpa cuidadosamente de todos os detritos, mas representa uma estratégia contra predadores. A fêmea e os juvenis desta espécie possuem uma glândula uropigial, capaz de segregar o líquido responsável pelo mau cheiro, que é expelido em caso de ameaça.
Desconfiada, passa grande parte do tempo a alimentar-se no solo. Caminha errantemente, mudando constantemente de direcção. Inverna em África. Voa frequentemente a baixa altitude, rente ao solo. Voo com ondulações curtas e batimentos irregulares, intercalados com deslizes. Ao aterrar, levanta a poupa, por breves instantes.
O estado de conservação da poupa é seguro, mas a espécie encontra-se em regressão na Europa. No último século desapareceu da Suécia, Holanda, Bélgica e grande parte da Alemanha, sobretudo devido à alteração das práticas agrícolas e à introdução do uso de insecticidas.
Alimenta-se essencialmente de minhocas e insectos. Embora prefira alimentar-se no solo, é também capaz de caçar insectos em voo."

In Blog dos Bichos

segunda-feira, 19 de novembro de 2007

DECO alertou hoje os consumidores para exigirem às empresas de gás e electricidade a devolução das cauções que pagaram quando celebraram os contratos e afirma que as listas publicadas não cumprem os requisitos legais.

"É fundamental que todos os consumidores exijam devolução dos montantes pagos, a título de caução", refere hoje a associação de defesa dos consumidores.
Para isso, a DECO aconselha os consumidores a verificar se o seu nome consta das listas afixadas nas juntas de freguesia em que reside ou residiu, nos balcões de atendimento ou no site das empresas.
Se o nome constar das listas, o consumidor deve reclamar a caução num prazo de 180 dias e depois verificar se o reembolso foi efectuado por compensação nas facturas, por depósito bancário ou por emissão de cheque.
A DECO diz, no entanto, que a maior parte das listas não cumpre os requisitos legais que exige que nelas conste o nome do consumidor, o prazo da reclamação, o valor a restituir actualizado e os procedimentos necessários e documentos a apresentar para reclamar a caução.
A associação constatou ainda que cada uma das empresas impõe procedimentos diferentes aos consumidores e por isso já interpelou as operadoras em questão e a Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) para que exija o cumprimento da lei.
Aconselha ainda os consumidores a recorrem à DECO se forem confrontados com algum motivo impeditivo, como por exemplo não constarem da lista.
Algumas das empresas têm as listas disponíveis no site da empresa, na Internet, como a EDP, Empresa de Electricidade da Madeira, Empresa de Electricidade dos Açores, Lisboagás, Lusitaniagás, Portgás, Duriensegás, Beiragás e Gascan.
A Dianagás, Medigás, Paxgás e Tagusgás afirmam que não cobraram cauções aos consumidores.
Já a Dourogás e a Setgás afirmam que as cauções já foram devolvidas.
Segundo dados da ERSE, o número de cauções não devolvidas no sector eléctrico ascende a 1.298.767, no valor total de 20.419.414 euros.
No sector do gás natural, o número de cauções não devolvidas é de 6.730 num total de 311.200 euros."
2007 LUSA - Agência de Notícias de Portugal, S.A.

In site RTP.pt